Guia de Floripa
Café modular na China quer incentivar arquitetura verde no país Probióticos são inúteis, OGMs são seguros e o glúten é necessário Buenos Aires em guerra contra a música eletrônica A arte em aquarela que a sua pele precisa conhecer O pai que tatua o braço com os desenhos do filho desde que ele tem 5 anos Conheça os traços finos e geométricos deste artista brasileiro Protetor solar feito para beber é uma forma inovadora de proteger a pele Artista faz tatuagens minimalistas em amigos em troca do que eles puderem oferecer Conheça a arte na pele de Cassady Bell Rússia inaugura a maior ponte suspensa do mundo com base para bungee jump Este é o perfil de policiais no Instagram mais legal que você já viu Conheça o serviço inovador que permite alugar carros de graça Incríveis trabalhos com ponto cruz são a nova onda da arte de rua Artista usa máquina de costura para fazer incríveis bordados inspirados na natureza Projeto colaborativo oferece próteses infantis de baixo custo inspiradas em super-heróis Bola de futebol inovadora usa o jogo para gerar energia capaz de abastecer um vilarejo inteiro Designer transforma garrafas vazias em objetos de decoração personalizados A pista de skate que evita inundações e armazena água da chuva Mãe transforma almoços dos filhos em uma grande brincadeira Carros alegóricos totalmente cobertos por flores em Festival na Holanda

quarta-feira, 24/09/2014 às 08:20

Os parklets promovem uma renovação dos espaços públicos

Por

Você já deve ter se deparado com algum deles por aí e ficado, no mínimo, curioso. Os Parklets são intervenções urbanas temporárias que promovem o uso do espaço público, chamados também de “vaga viva”. Visando a melhoria da infraestrutura da cidade e o convívio entre as pessoas, as extensões são normalmente feitas de madeira e equipadas com bancos para a população descansar, ler ou conversar com os amigos, sendo que muitas delas ainda contam com áreas verdes e vagas para bicicletas.

Estacionados na beira da calçada, os parklets têm virado febre no mundo todo, pelo bem da nação, e inclusive já estão espalhados por São Paulo, onde surgiu o primeiro modelo do Brasil, em 2012. Durante a Virada Sustentável deste ano, encontramos um espaço bem bacana no Largo da Batata, que também funcionou por meio de ocupação urbana:

parklet-batata

No último mês de agosto, foi instalado o sexto parklet da capital, no bairro Paraíso, pelo Instituto Mobilidade Verde. Em duas vagas de estacionamento para carros na via pública, onde podem parar, em média, 40 veículos por dia, transitam em torno de 400 pessoas diariamente, que irão usufruir do espaço convidativo.

A humanização e discussão pela melhoria da qualidade de vida são os itens que permeiam a criação das extensões temporárias, tanto que as ações também contam com a participação popular, permitindo à comunidade construir seu próprio espaço de convívio, de acordo com as características locais, melhorando a paisagem urbana e transformando a vida dos que ali transitam diariamente.

parklet71

No site da Gestão Urbana, da Prefeitura de São Paulo, você encontra um manual de implementação, um infográfico e em breve será lançado um um mapa interativo com os parklets da cidade, o qual a própria população poderá manter atualizado com novidades e manutenção.

O primeiro modelo do mundo foi feito em São Francisco, através do projeto da ítalo-brasileira Suzi Bolognese, em 2003, que valeu à, na época, recém-graduada designer o prêmio de “Green Innovative Design“. As vagas vivas então começaram a se espalhar por inúmeras outras cidades do mundo, como Fortaleza, Chicago, Los Angeles, Londres e Cidade do Cabo, e o número de iniciativas continua a crescer.

Rua Pe. João Manuel, no Jardins

parklet81 parklet91

Rua Amauri, no Itaim

parklet18 parklet51

Rua Maria Antônia, na Consolação

parklet101

Rua Coronel Oscar Porto, na Paraíso

parklet31

Chicago, EUA

parklet13

Vancouver, Canadá 

parklet11

Cidade do Cabo, África do Sul

parklet14 parklet16

Outras cidades

parklet12 parklet41 parklet61

Todas as fotos via Instituto Mobilidade Verde, Archrecord, Wikipedia, Nacto, Chocolaterie de la Nouvelle France e Creative Cape Town

Font: Hypeness

Guia de Floripa